São Paulo, domingo, 20 de agosto de 2017 - 06:40.

Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Simone Silva: o livro digital como um bom negócio.

Caros Colegas e Amigos,

Peço a todos que considerem assinar a carta aberta abaixo, que reivindica uma política de estímulo à produção de livros em formatos acessíveis a todos, incluindo aqueles que precisam de tecnologia assistida. Nossa indústria editorial precisa de um "empurrãozinho" para compreender que este é um mercado viável e importante. Em vários países cresce a passos largos a produção de livros em formato áudio e digital . (Não é nem por serem tão inclusivos, mas porque reconheceram o filão!)

A abertura de um GT para discutir a implementação do que já é lei vai possibilitar que formatos realmente adequados sejam produzidos (não o que as pessoas "típicas" acham que é necessário para quem é "diferente") e vai ajudar para que o processo todo não seja considerado caridade mas sim um caminho para o acesso a direitos. Como disse minha querida ex-aluna e amiga Aline, é importante que o acesso a livros em formato de tecnologias assistidas não venha em um embrulho condescendente do tipo "olha que linda a esmolinha que essas pessoas tão boas estão dando pros pobres ceguinhos".

Aos colegas da UnB, passar em sala de aula pode ser bacana -além de conseguirmos mais assinaturas, levantamos a discussão de um tipo de segregação que muitas vezes passa "batido"- até que paremos para pensar, ou nos deparemos (nós mesmos ou pessoas de nosso círculo) com a necessidade de tecnologias assistivas.

Beijos,

Autora: Simone G. de Lima
Washington, DC
Professora, Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento, Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, Brasil.

Leia outros depoimentos.

 

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.