São Paulo, quinta-feira, 27 de julho de 2017 - 11:10.

Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Cristina Galvão: meu pai, assíduo leitor perdeu 80% da visão.

Maria Cirstina Galvão.
[ D ]

Beto,
Tenho uma pequena editora, Quadrioffice Gráfica e Editora Ltda., e atendo principalmente autores independentes que precisam apenas de uma consultoria para editar seus livros. Não tenho fundos para bancar edições, mas meu primeiro contato com livros acessíveis foi quando trabalhei como diretora de produção em uma editora de material didático e nos solicitaram um volume em braile para uma aluna especial.

Cuidei pessoalmente desse projeto e fiquei maravilhada quando chegou às minhas mãos. Era uma edição apenas transcrita para o braile sem descrição de imagens, mas que foi de grande valia para esta aluna. Já na minha editora, quando editei o livro infanto-juvenil de um amigo, fiquei encantada com a descrição de seus personagens que acabei mandando imprimir um volume em braile que doei para a Biblioteca Pública de Curitiba. No lançamento do livro, a reação dos não videntes me deixou impressionada pela falta de produtos no mercado para atender esse público.

Estava já pronta para abrir uma gráfica de braile, mas dificuldades de saúde na família e consequentemente financeiras, acabaram podando o meu projeto. Continuo com minha idéia na gaveta e por isso sempre pesquisando e tentando uma maneira de levar isso adiante.

Fiz um trabalho em Maceió que me colocou em contato com material para surdos. Também fiquei impressionada. Tenho uma sobrinha surda que hoje está na faculdade de medicina e meu pai que tem 80 anos e muita lucidez perdeu 80% da visão neste último ano e tenho acompanhado o trabalho das fisioterapeutas e professoras que o estão ensinando a retomar sua vida.

A força dessas duas pessoas tão próximas me confirmam que estou no caminho certo. Claro que só me falta a parte financeira, mas isso virá a seu tempo. Estou fazendo minhas pesquisas para levar meu projeto adiante e espero poder ajudar de maneira mais efetiva um dia. Por enquanto, vamos começando com uma assinatura, amanhã, quem sabe!!!

Não sei exatamente quem você é, pois respondi ao e-mail do Alex Garcia solicitando a assinatura. Não se preocupe por ser efusivo, o assunto também me tira do sério, basta ver que já estou te contando a minha vida e escrevendo um tratado. Me diga quem é você e o que faz e como posso ser útil.

Abraços e bom trabalho.
Autora: Maria CRISTINA GALVÃO.
Contato: mcgalvao@gmail.com.

Leia outros depoimentos.

 

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.