Você está no topo da página.

São Paulo, sexta-feira, 23 de agosto de 2019 - 08:28.

Blog do Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Você está no conteúdo principal desta página.

Virada Esportiva e Olimpíada 2016 somente para normais… Pessoas com deficiência, aguardem sua hora!

Publicado em: 23 de setembro de 2016 às 15:51.

Ilustração: Logo da Virada Esportiva. Ao fundo vários prédios na cor laranja. No meio da imagem e centralizado o nome virada esportiva, escrito em preto, e abaixo, figuras coloridas: o sol, uma bola de basquete, uma bola de tênis, uma bola de futebol e a lua.
Caros amigos, vejam que coisa mais interessante. No próximo final de semana, dias 24 e 25 de setembro, ocorrerá na cidade de São Paulo, a virada esportiva, composta de atrações de lazer com prática de esportes, inclusive radicais, em toda cidade, patrocinada pela prefeitura.

Como acabamos de sair dos jogos segregados para pessoas com deficiência, no Rio de Janeiro, onde as pessoas com deficiência provaram que fazem misérias em quadras e campos, pistas e trilhas, na terra, mar e ar, é incompreensível não encontrarmos uma referência qualquer nos sites das duas secretarias de governo em São Paulo, municipal e estadual, voltadas a promoção dos direitos das pessoas com deficiência, convidando, convocando ou ao menos informando sobre esse evento e a possibilidade de participação de pessoas com deficiência indicando que alguma coisa, ou tudo, dentro dele será acessível para esse público em particular.

Nem SEDPCD, Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, nem SMPED, Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida. Fizemos uma pesquisa nos sites das duas nesse exato momento, dia 23 de setembro as 7h, e Nenhuma delas faz alguma referência sobre esse importante evento social, estimulando pessoas com deficiência a participarem.

Mas quando lembramos do histórico dessas duas secretarias entendemos o motivo desse total silêncio. Claro, afinal, para que as pessoas com deficiência precisam ser convidadas a participar de um evento geral desses se elas possuem um evento exclusivo para elas? Lembremos que essas duas secretarias promovem conjuntamente a famigerada “Virada Inclusiva”, ou seja, uma virada especialmente e artificialmente produzida para esse públco, onde as pessoas com deficiência e seus parentes encontram uma cidade de mentira preparada momentaneamente com alguma acessibilidade para que possam participar do evento.

Será que os amigos reparam algum tipo de ifeliz coincidência com a separação entre jogos olímpicos e jogos para pessoas com deficiência no Rio de Janeiro? Jogos onde as pessoas com deficiência só puderam realizar suas competições, nas mesmas arenas e espaços, somente após 20 dias do encerramento dos jogos olímpicos “normais”?!?

E pasmem os senhores e senhoras em saber que dia 20, aqui no Palácio do Governo de São Paulo, sede do governo estadual, foi realizada uma grande festa, promovida pela SEDPCD, em homenagem aos atletas com deficiência que participaram dos jogos segregados do Rio de Janeiro.

Que lindo não? Que romântico!!

Claro que todos os atletas merecem ser fetejados e homenageados, mas qual seria o motivo do silêncio sepulcral de agora? Oras, uma virada esportiva não seria um excelente momento para vermos o surgimento de potenciais atletas para os jogos e competições do futuro?

Na verdade, essas duas secretarias, inchadas, inúteis, que se transformaram em espaços para abrigo de apadrinhados políticos, cabides de empregos para cabos eleitorais, são apenas duas estruturas que representam o que há de mais atrasado na questão de políticas públicas que garantam a inclusão social das pessoas com deficiência, pois promovem justamente o contrário, ou seja, a sua separação, criando espaços segregados, projetos exclusivos, ilhas da fantasia para iludir essas pessoas ao acreditarem que oMunicípio ou o Estado estejam se preparando, se transformando em lugares acessíveis, acolhedores, inclusivos.

Assim sendo, pessoas com alguma deficiência, físico motora, sensorial, intelectual ou múltipla, não se preocupem, caso ousem tentar participar dessa virada esportiva, ou de qualquer outra virada na cidade de São Paulo, que não seja promovida por essas duas secretarias especiais, e caso não consigam, fiquem tranquilas porque elas sempre promoverão a “Virada Inclusiva”, geralmente no final do ano, pensada e realizada especialmente para nós, pessoas com deficiência.

Afinal, a impossibilidade da convivência dos dois universos, de pessoas com e sem deficiência, já foi devidamente comprovada em agosto e setembro de 2016 no Rio de Janeiro. Foi devidamente comprovada que essa convivência mútua não é viável, que é custosa, que infra estruturalmente impraticável, que deve ser feita separadamente, e não vimos, em nenhum momento, nem da secretaria estadual, nem da secretaria municipal aqui em São Paulo, uma só linha criticando, comentando, sequer colocando em questão essa separação, essa segregação, essa vergonha.

Um grupo de pessoas promoveu um questionamento sobre a possibilidade de unificação dos jogos, o movimento Unifica Jogos Já e Unify Games Now, e não ouvimos uma palavra sequer oficial das duas secretarias em apoio a essa solicitação. Elas foram simplesmente cegas, surdas e mudas para essa questão.

Esse silêncio só nos comprova que a existência dessas secretarias vem no sentido de promover sim, a manutenção do “status quo” das pessoas com deficiência em nossa sociedade, a manutenção do que já está, do que já existe, afinal, caso a nossa sociedade se torne verdadeiramente um lugar inclusivo, onde todos os cidadãos, com e sem deficiência, possam fruir e usufruir de todos os bens, produtos e serviços sociais em ighualdade de condições, para que mais servirão essas duas secretarias?! Como manter esses dois enormes cabides de empregos?!

Portanto, para que SEDPCD e SMPED possam contnuar existindo, inúteis como são hoje, é necessário que a exclusão e a inacesibilidade continuem, que as barreiras não sejam derrubadas, não sejam extintas, assim, elas poderão continuar nos vendendo, e cobrando muito caro aos nossos impostos, a idéia de que estão voltadas à solução desses problemas.

Essa é a nossa opinião. A seguir a matéria que fala da virada esportiva. Quem for pessoa com deficiência e gostar, caso consiga, com seu próprio esforço, acesso para participar, que se divirta.

@@@@@@@@@@

Da Folha de São Paulo de hoje.

Virada Esportiva estimula prática de esportes radicais em São Paulo
MARIANA AGUNZI
DE SÃO PAULO
23/09/2016 Horário 02h00
Para aqueles que vivem à espera da segunda-feira ideal para começar a se exercitar, eis a hora de deixar a preguiça de lado: neste fim de semana (24 e 25/9), São Paulo recebe a décima edição da Virada Esportiva.
O evento, que tenta estimular a prática de atividades físicas em diversos pontos da cidade, traz ao paulistano a oportunidade de treinar modalidades como caratê, patinação, canoagem e handebol de graça.
O parque Chácara do Jockey, inaugurado neste ano, vai sediar as modalidades com skate
O parque Chácara do Jockey, inaugurado neste ano, vai sediar as modalidades com skate – Divulgação
O destaque desta edição fica por conta das atividades radicais. O Vale do Anhangabaú, no centro, vai contar com uma grande parede de escalada, além de tirolesa e parkour.
Na região leste, o Parque do Carmo terá uma parede de alpinismo, tirolesa e trampolim, assim como atrações mais descontraídas, como futebol de sabão.
Já o parque Chácara do Jockey, inaugurado em abril deste ano, vai concentrar as atividades com skate. Modalidades como street, bowl, vertical e mini-ramp serão praticadas na área, que fica em um lugar distinto do hipódromo.
Locais como o Centro de Esportes Radicais, o Ceret e o Centro Esportivo Tietê também vão receber atividades. É só escolher e se mexer.
Escalada, tirolesa e parkour – Vale do Anhangabaú, s/n, região central. Sáb. a dom.: das 8h às 16h. GRÁTIS
Alpinismo, tirolesa e trampolim – Parque do Carmo – av. Afonso de Sampaio e Souza, 951, jd. Nossa Senhora do Carmo, região leste, tel.: 2748-0010. Sáb. a dom.: das 8h às 16h. GRÁTIS
Street, bowl e mini-ramp – Parque Chácara do Jockey – r. Sta. Crescência, 323, região oeste, s/tel. Sáb.: 9h às 18h. GRÁTIS

FacebookCompartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Postado por: Administrador.
Arquivado na categoria: Ações do MOLLA, Mídia comentada, Z nula.
Assuntos relacionados: , , , , , , , .
Visitado 1914 vezes, 1 foram hoje.
0 comentário

RSS dos comentários deste post.

Deixe seu comentário:

Dados do comentarista




Os mais lidos:

  1. Ilusões - Paródia sobre a farsa das 70 ações inclusivas em SP (28794 vezes)
  2. Direitos humanos e pessoas com deficiência: Chorando nossos cadáveres! (24825 vezes)
  3. DENÚNCIA!! Nova Lei de Direitos Autorais ignora direitos das pessoas com deficiência (19545 vezes)
  4. Bradesco amplia acessibilidade e inclusão!! Morra de inveja Itaú!! (16613 vezes)
  5. Eleições 2012: TSE corrige falha nas urnas acessíveis (15614 vezes)
  6. Quem escolhe o livro que voce lê? Parte 1 - Denúncia (14451 vezes)
  7. Companhia Das Letras, Editora Contexto e Grupo GEN editorial contra um leitor cego (13229 vezes)
  8. Casa da Moeda: Lançamento de novas cédulas do Real mais acessíveis (13216 vezes)
  9. MEC: Censo Escolar 2010 aponta dados estarrecedores para alunos com deficiência (12916 vezes)
  10. Blog do livro acessível! Lançamento hoje, dia 21 de setembro (12496 vezes)

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.