Você está no topo da página.

São Paulo, terça-feira, 17 de outubro de 2017 - 12:01.

Blog do Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Você está no conteúdo principal desta página.

RAIS 2009: Emprego para cegos… Alguém viu algum por ai?!

Publicado em: 17 de outubro de 2010 às 17:36.

Ilustração: Desenho de uma lupa ampliando a palavra trabalho

Queremos comentar aqui alguns dados sobre empregabilidade para pessoas com deficiência visual publicados recentemente na RAIS 2009 – Relação Anual de Informações Sociais. Bom, mas o que seria a RAIS? Vejamos:

“A gestão governamental do setor do trabalho conta com o importante instrumento de coleta de dados denominado de Relação Anual de Informações Sociais – RAIS.
Instituída pelo Decreto nº 76.900, de 23/12/75, a RAIS tem por ojetivo: o suprimento às necessidades de controle da atividade trabalhista no País; o provimento de dados para a elaboração de estatísticas do trabalho e a disponibilização de informações do mercado de trabalho às entidades governamentais.
(Fonte: http://www.rais.gov.br/RAIS_SITIO/oque.asp).

Essa relação anual é uma radiografia fiel da situação do mercado
de trabalho no país, uma situação verdadeira, uma vez que se baseia em informações concretas de trabalhadores com carteira assinada, ou seja, o mercado formal de trabalho.

Pois bem, e no que a RAIS nos interessa enquanto pertencentes ao segmento de pessoas com deficiência visual e em busca de uma boa colocação no mercado de trabalho formal? Diria que deveria nos interessar em virtude de mostrar como estamos sendo vistos pelos empregadores, que tipo de imagem aqueles que dispõem de vagas de
trabalho fazem de nosso segmento em particular. Os índices baixíssimos de empregabilidade das pessoas com deficiência visual, refletido na RAIS, demonstram claramente que as pessoas cegas ou com baixa visão estão literalmente em baixa no conceito do mercado de trabalho.

Senão vejamos: Segundo a última RAIS, dos 100% de pessoas formalmente empregadas durante o ano de 2009 somente 5% delas apresentavam alguma deficiência visual, cegueira ou baixa visão. Esse índice é exatamente igual ao percentual das pessoas com deficiência intelectual, ganhando apenas das pessoas com deficiência múltipla que foi de 1%. Enquanto isso, as pessoas com deficiência física apresentaram um percentual de empregabilidade de 46% e as pessoas com deficiência auditiva de 23%.

Essa estatística é no mínimo paradoxal, se a compararmos com os índices de presença de pessoas com deficiência na população brasileira. Segundo o IBGE, Censo de 2000, 14,5% da população possui alguma deficiência. Dessas, 48% são pessoas com deficiência visual, ou seja, em números absolutos e atualizados estaríamos falando em
algo perto de 13,9 milhões de pessoas. Portanto, quase metade das pessoas com deficiência do Brasil é possuidora de deficiência visual.

E qual seria o motivo para tanta discrepância? Obviamente que a questão da formação acadêmica é primordial para uma boa colocação profissional. E como as pessoas com deficiência visual estão se formando? Dias atrás, ao palestrarmos em um encontro de usuários de DOSVOX, um programa de computadores para cegos, fomos apresentados ao seguinte dilema: Uma estudante cega que cursa direito, após questionar a sua universidade em virtude da falta de livros em formatos acessíveis da área, recebeu a resposta de que a biblioteca dispunha de alguns livros de literatura acessíveis e que ela
poderia usá-los à vontade.

Seria para rir se não tivéssemos que chorar diante de uma constatação dessas. Então quer dizer que os alunos cegos de Direito daquela instituição de ensino precisam usar bibliografia de literatura para aprimorarem-se em sua área?! E os alunos cegos de literatura em alguma outra instituição? Estariam usando a bibliografia de que área? Matemática?! Parem o Mundo que eu quero descer!!

E então perguntamos, que tipo de profissional em Direito será aquela jovem depois de formada? Quais as suas chances diante da concorrência dos colegas de sala em algum concurso público e até mesmo no próprio concurso da OAB? Isso não é simplesmente
hediondo?! Na biblioteca da universidade na qual me formei em Psicologia, haviam 150 mil títulos a disposição de meus colegas videntes na biblioteca, já para minha condição de aluno cego não existia um livro sequer acessível naquele lugar.

Em suma, voltamos sempre à mesma velha e batida questão, a falta generalizada de acesso às fontes primárias de informação e conhecimento produzidos pelo homem e que são os livros. Pois quando falamos insistentemente nisso, não estamos falando no acesso ao livro pura e simplesmente, mas sim, estamos falando na falta de oportunidades de maneira geral e que é ocasionada pela precariedade de uma formação profissional esvaziada de leitura teórica, por exemplo.

Para não nos alongarmos mais, pedimos que, caso queiram saber mais sobre a violência que é a falta de oportunidade de acesso ao livro e a leitura na vida de uma pessoa com deficiência visual, visitem as quatro postagens a respeito do tema existentes neste blog. Todas elas sob o título “Quem escolhe o livro que você lê?”.

FacebookCompartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Postado por: Administrador.
Arquivado na categoria: Ações do MOLLA, Leitura Sinal Vermelho, Obscegatório Urbano.
Assuntos relacionados: , , , , , .
Visitado 5610 vezes, 2 foram hoje.
0 comentário

RSS dos comentários deste post.

Deixe seu comentário:

Dados do comentarista




Os mais lidos:

  1. Ilusões - Paródia sobre a farsa das 70 ações inclusivas em SP (24232 vezes)
  2. Direitos humanos e pessoas com deficiência: Chorando nossos cadáveres! (22710 vezes)
  3. DENÚNCIA!! Nova Lei de Direitos Autorais ignora direitos das pessoas com deficiência (16398 vezes)
  4. Bradesco amplia acessibilidade e inclusão!! Morra de inveja Itaú!! (15543 vezes)
  5. Eleições 2012: TSE corrige falha nas urnas acessíveis (14654 vezes)
  6. Quem escolhe o livro que voce lê? Parte 1 - Denúncia (13349 vezes)
  7. Companhia Das Letras, Editora Contexto e Grupo GEN editorial contra um leitor cego (12357 vezes)
  8. MEC: Censo Escolar 2010 aponta dados estarrecedores para alunos com deficiência (12136 vezes)
  9. Blog do livro acessível! Lançamento hoje, dia 21 de setembro (11688 vezes)
  10. Secretária Linamara e deputada Mara, que vergonha, que papelão! (11355 vezes)

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.