Você está no topo da página.

São Paulo, sexta-feira, 23 de junho de 2017 - 14:18.

Blog do Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Você está no conteúdo principal desta página.

S O S dona UOL: Paródia sobre falta de acessbilidade na máquina de cartão moderninha da UOL

Publicado em: 15 de março de 2017 às 6:30.


Ilustração: Foto da maqininha de cartão de crédito moderninha, da PAG-SEGURO, da UOL. Destacando o painel de digitação touch screen, sem teclas.
Paródia de “S O S solidão” de Lulu Santos
Contextualização: As pessoas com deficiência visual conseguiram até agora usar seus cartões de crédito com segurança para fazer suas compras, graças as máqunas de pagamento que possuem aquele teclado com algumas teclas especiais marcadas em relevo, como, por exemplo, a tecla número 5, confirma, corrige, entre outras. O grande problema é que a UOL lançou uma dessas máquinas, a tal moderninha, que possuem o teclado touch screem, ou seja, nenhuma tecla, oferecendo apenas o teclado digital. Não temos nada contra o avanço das tecnologias e que barateiam e simplificam a vida dos comerciantes, mas não podemos acietar que esse avanço nos exclua e nos tornem reféns da ajuda de terceiros, estranhos ou não. Com as teclas convencionais conseguimos digitar nossas senhas com segurança e privacidade, mas com a tela touch só podemos fazer isso se tivermos o auxílio de um programa leitor de telas instalado na maquininha. Isso é algo muito simples, pois pessoas cegas e com baixa visão utilizam-se desses programas em seus computadores e telefones celulares há anos. Muitos deles inclusive são gratuitos. Porém, gratuitos ou não, é fundamental e necessário que essas novas tecnologias quando desenvolvidas não se esqueçam dos princípios do Desenho Universal incluindo o maior número de pessoas possível. Assim todos ganham, os comerciantes que precisam vender e os consumidores que precisam adquirir bens e serviços, sejam eles pessoas com ou sem deficiência. Contamos com o bom senso da empresa Universo On Line e dos fabricantes da maquininha de cartão “moderninha” ou qualquer outra do tipo.

Letra adaptada:

Olhei pra maquininha
Eu tinha que pagar
Meu senhor isso tem voz?
Minha senha eu não vou dar

Eu quero independência
Usando meu cartão
Mas sem som no tecladinho
Fica fiado, vou pagar não

Eu achei uma pena
Teclado digital
Nada de falar
Um Problema dona uol
Aviso aos comerciantes
Cegos tão por ai
Mas sem voz no tecladinho não tem como consumir, não!

S o s dona UOL
Voz no touch do cartão

Olhei pra moderninha
Eu tinha que pagar
Meu senhor isso tem voz?
minha senha eu não vou dar.
Eu quero independência
Usando meu cartão
Mas sem som no tecladinho
Fica fiado, vou pagar não!

Eu achei uma pena
Teclado digital
Nada de falar
Um Problema dona uol
Aviso aos comerciantes
Cegos tão por ai
Mas sem voz no tecladinho não tem como consumir, não!

S o s dona UOL
Voz no touch do cartão (2x)

Ouça a música original em:

FacebookCompartilhar no Facebook

Twitter.Publicar no Twitter.

Postado por: Administrador.
Arquivado na categoria: Ações do MOLLA, Dicas e Toques / Mitos e Lendas, Mídia comentada, Obscegatório Urbano, Z nula.
Assuntos relacionados: , , , , , , , , , .
Visitado 636 vezes, 1 foram hoje.
0 comentário

Nova onda: Paródia sobre paz entre mercado editorial e pessoas com deficiência visual

Publicado em: 1 de março de 2017 às 14:49.


Ilustração: Desenho de um quadro onde está escrito a palavra "paz" com cada letra composta por diversas cores
Paródia de “Wave” de Tom Jobim
Contextualização: O mercado editorial sempre ignorou a gigantesca demanda reprimida por leitura das pessoas com deficiência visual. Na verdade, sempre direcionaram esse enorme público para instituições especiais, a maioria delas constituída de entidades mercenárias que sempre se locupretaram com a exclusão desse público, por isso mesmo, sempre defenderam essa exclusão. Mesmo hoje em dia, Com a vigência da Lei 13.146/2015, Lei Brasileira da Inclusão, que em seu Art. 42 obriga o mercado a atender essa demanda, os estranhamentos e negativas persistem. Nesse sentido, alertamos as editoras brasileiras que não adianta mais procurar se proteger na justiça, porque agora nosso direito é líquido e certo. Mas para que tanta briga se temos interesses comuns? Oras, as editoras precisam vender mais e nós precisamos ler mais. Vamos então deixar de brigas e desentendimentos e somarmos nossos interesses para o bem de todos, para que todos ganhem e não percamos mais tempo e dinheiro em demandas judiciais desgastantes para ambos os lados. É a nova sociedade da igualdade de oportunidades chegando amigos editores, vamos comemorar juntos! Ah, e esqueçam as velhas fundações e entidades de caridade ou assistenciais que antes da lei diziam nos representar e mediavam o nosso acesso aos livros. Isso não existe mais. Elas que encontrem outra forma de ganhar dinheiro porque agora a nossa relação, mercado editorial x pessoas com deficiência, passou a ser direta ok?

Letra adaptada;

Da pra notar
Meus olhos não conseguem ver
Mas nem por isso é que eu vou deixar de ler
Usando meu computador
Com ele posso ler qualquer livrinho

Pra completar
O editor deve aprontar
E Em outras mídias seu produto ofertar
Sem precisar de briga ou juiz
Livro acessível pra qualquer ceguinho

Chega de criar dificuldade
com mediação de autoridade
Já temos a Lei
Que tal agora nos juntar
Sem mais querelas, pra leitura/cultura festejar
Procurem então nos atender
Muito mais livros vocês vão vender (2x)

Ouça a música original em:

FacebookCompartilhar no Facebook

Twitter.Publicar no Twitter.

Postado por: Administrador.
Arquivado na categoria: Ações do MOLLA, Dicas e Toques / Mitos e Lendas, Ensino Sinal Verde, Leitura Sinal Verde, Mídia comentada, Obscegatório Urbano, Z nula.
Assuntos relacionados: , , , , , , , , , .
Visitado 978 vezes, 1 foram hoje.
0 comentário

Os mais lidos:

  1. Ilusões - Paródia sobre a farsa das 70 ações inclusivas em SP (23096 vezes)
  2. Direitos humanos e pessoas com deficiência: Chorando nossos cadáveres! (22383 vezes)
  3. DENÚNCIA!! Nova Lei de Direitos Autorais ignora direitos das pessoas com deficiência (16186 vezes)
  4. Bradesco amplia acessibilidade e inclusão!! Morra de inveja Itaú!! (15316 vezes)
  5. Eleições 2012: TSE corrige falha nas urnas acessíveis (14501 vezes)
  6. Quem escolhe o livro que voce lê? Parte 1 - Denúncia (13145 vezes)
  7. Companhia Das Letras, Editora Contexto e Grupo GEN editorial contra um leitor cego (12186 vezes)
  8. MEC: Censo Escolar 2010 aponta dados estarrecedores para alunos com deficiência (11955 vezes)
  9. Blog do livro acessível! Lançamento hoje, dia 21 de setembro (11541 vezes)
  10. Secretária Linamara e deputada Mara, que vergonha, que papelão! (11179 vezes)

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.