Você está no topo da página.

São Paulo, sexta-feira, 23 de junho de 2017 - 14:11.

Blog do Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Você está no conteúdo principal desta página.

Paga pau: Paródia sobre devoção de alguns cegos à entidades especiais

Publicado em: 15 de abril de 2017 às 3:59.


Ilustração: Tela onde se vislumbra uma família, ajoelhada, diante de uma imagem.
Paródia de “Pão de mel” de Zezé De Camargo & Luciano
Contextualização: Fazemos uma crítica aos cegos que, quando crianças, depois de estudarem ou serem atendidos em alguma instituição especial, mesmo depois de adultos, passam a ver essa instituição como uma verdadeira religião, da qual se tornam devotos eternos. Se ficasse só nisso tudo bem, mas o problema é que esse comportamento atrapalha a inclusão de verdade, que deve ocorrer na sociedade e não dentro de muros fechados e protegidos de guêtos ou instituições segregadas. Nada contra mantermos um reconhecimento e até mesmo certo saudosismo de nossas escolas primárias, mas daí a fazermos delas uma igreja, algo santificado, nada a ver. Essas pessoas se transformam em soldados contra a inclusão e a favor da segregação. Pessoal, vamos acordar e cortar o cordão umbilical, por favor!

Letra adaptada:

Voce me deu à luz
Meu útero materno
Sem voce não tenho outro destino
Sou cego carente sem você
Entidade que alimenta
O jogo da exclusão
E daí se foi segregação
Sou cego carente semvocê..

Fico ao léo
Sem pagar pau
Não sei viver
fico ao léo
Sem pagar pau
Não sei viver

Ai ai ai santa instituição
Cuidou demais
Ai ai ai minha adoração
Eu quero mais
Ai ai ai santa instituição
Entrou em mim
Ai ai ai minha adoração
Não sai assim (2x)

Meu louvor, não vai ter fim (2x)

Ouça a música original em:

FacebookCompartilhar no Facebook

Twitter.Publicar no Twitter.

Postado por: Administrador.
Arquivado na categoria: Ações do MOLLA, Dicas e Toques / Mitos e Lendas, Ensino Sinal Vermelho, Leitura Sinal Vermelho, Mídia comentada, Obscegatório Urbano.
Assuntos relacionados: , , , , , , , .
Visitado 853 vezes, 1 foram hoje.
0 comentário

Dorina e O N C B: Paródia sobre criador e criatura contra liberdade dos cegos

Publicado em: 1 de abril de 2017 às 6:05.


Ilustração: Desenho de um casal de crianças passeando de mãos dadas em um jardim bem colorido. Entre eles a figura de 3 corações simbolizando a paixão entre os dois
Paródia de “Fico assim sem você” de Claudinho & Buchecha
Contextualização: Desde a criação da O N C B – Organização Nacional de Cegos do Brasil, já tínhamos desconfiança de que se tratava, nada mais nada menos, do que um braço da Fundação Dorina para simular uma entidade pseudo representativa de movimentos de luta por direitos de pessoas com deficiência visual, uma vez que a Fundação é apenas entidade prestadora de serviço. Acompanhando seu histórico e verificando que no Estatuto de fundação da ONCB o endereço constante é o mesmo da FDNC, não temos mais dúvida de que se trata de um único dragão com duas cabeças. A recente união dessas duas entidades na defesa insana da OMPI – Organização Mundial da Propriedade Intelectual e do Tratado de Marraqueche, um flagrante retrocesso dos direitos conquistados na LBI – Lei Brasileira da Inclusão, nos dá a noção perfeita desse dragão, sua ação em defesa de interesses corporativos próprios, como a perpetuação do controle do livro acessível por entidades segregadas, longe das milhares de bibliotecas e escolas públicas espalhadas pelo país. Queremos esclarecer que temos todo respeito do mundo para a saudosa professora Dorina NOwill, uma pessoa a frente do seu tempo, que na década de 50 criou a Fundação e a dirigiu com brilhantismo até quando foi possível. Nossas críticas são dirigidas aos descaminhos que a Fundação tomou após a saída da grande professora Dorina.

Letra adaptada:

Doisna mesma casa
Conluio com certeza
Dorina e O N C B
Lutamos por tutela
vivemos sempre dela
Dorina e O N C B
Vamos viver sempre juntim
Pra controlar todo ceguim
Juramos todo instante, salvar cegos carentes
Só pra ganhar mais dim dim

Cuidamos do ceguino
Mantemos no pastinho
Dorina e O N C B
Pra não perder espaço
Tratado e um abraço
Dorina e O N C B
Juntamos pra perpetuar
O cego na segregação
mandamos no pedaço
é nosso esse espaço, Dorina e organização

É jogo ruim se cego livre ler
Cego sabido é grande inimigo
Porque fingimos ele proteger
Mas defendemos nosso próprio umbigo
Por quê?
Por quê?

De nós ninguém suspeita
Mas um grupinho peita
Dorina e O N C B
Mas isso não é nada
A gang tá fechada
Dorina e O N C B
Vamos viver sempre juntim
Pra controlar todo ceguim
Juramos todo instante, salvar cegos carentes
Só pra ganhar mais dim dim

É jogo ruim se cego livre ler
Cego sabido é grande inimigo
Porque fingimos ele proteger
Mas defendemos nosso próprio umbigo (2x)

Ouça a música original em:

FacebookCompartilhar no Facebook

Twitter.Publicar no Twitter.

Postado por: Administrador.
Arquivado na categoria: Ações do MOLLA, Ensino Sinal Vermelho, Leitura Sinal Vermelho, Mídia comentada, Obscegatório Urbano, Z nula.
Assuntos relacionados: , , , , , , , , , , .
Visitado 971 vezes, 1 foram hoje.
0 comentário

Os mais lidos:

  1. Ilusões - Paródia sobre a farsa das 70 ações inclusivas em SP (23096 vezes)
  2. Direitos humanos e pessoas com deficiência: Chorando nossos cadáveres! (22383 vezes)
  3. DENÚNCIA!! Nova Lei de Direitos Autorais ignora direitos das pessoas com deficiência (16186 vezes)
  4. Bradesco amplia acessibilidade e inclusão!! Morra de inveja Itaú!! (15316 vezes)
  5. Eleições 2012: TSE corrige falha nas urnas acessíveis (14501 vezes)
  6. Quem escolhe o livro que voce lê? Parte 1 - Denúncia (13145 vezes)
  7. Companhia Das Letras, Editora Contexto e Grupo GEN editorial contra um leitor cego (12186 vezes)
  8. MEC: Censo Escolar 2010 aponta dados estarrecedores para alunos com deficiência (11955 vezes)
  9. Blog do livro acessível! Lançamento hoje, dia 21 de setembro (11541 vezes)
  10. Secretária Linamara e deputada Mara, que vergonha, que papelão! (11179 vezes)

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.