Você está no topo da página.

São Paulo, segunda-feira, 23 de setembro de 2019 - 16:37.

Blog do Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Você está no conteúdo principal desta página.

Queremos comprar – Paródia sobre eletrodomésticos e eletrônicos sem acessibilidade para cegos

Publicado em: 1 de agosto de 2019 às 3:52.

Da música “Quero te encontrar” de Claudinho e Bochecha.

Contextualização: Galera, hoje em dia os aparelhos eletrodomésticos e eletroeletrônicos que utilizamos em nossas casas estão cada vez mais sofisticados e inteligentes. Máquina de lavar com dezenas de programas diferentes e que também funciona como secadora, micro-ondas com inúmeros programas de cozimento de alimentos, televisores, home theater e aparelhos de som com menus de programação e configurações infinitas, etc, etc. No entanto, se você tiver alguma deficiência visual, baixa visão ou cegueira, adeus, nada disso pode ser utilizado. Você não poderá nem programar o termostato da geladeira para economizar energia no inverno sem ajuda de quem enxerga normalmente. Hoje, uma pessoa cega consegue precariamente utilizar alguma coisa graças a auto adaptação caseira, enchendo os painéis dos aparelhos de etiquetas, borrachinhas, marcadores, quando isso é possível, mesmo assim, paga o mesmo preço nesses produtos quando os adquire. Esses aparelhos são conhecidos na indústria como produtos da linha branca e da linha marrom. Por tudo isso e na tentativa de que se estabeleça nesses produtos o desenho universal, o MOLLA procurou a senadora Mara Gabrille para que nos ajudasse a sensibilizar a indústria dessa necessidade de milhões de consumidores com deficiência visual que serão incluídos com a implementação de acessibilidade desde sua fabricação, ou seja, o que deveria interessar também os produtores no sentido de alavancar vendas. Por exemplo, a operação por meio de uma voz sintetizada embarcada ou por meio de interface via Bluetooth com os smartphones, um simples painel com pontos em relevo, já dariam acessibilidade e impactariam zero no custo desses aparelhos. Contudo, é importante salientar que não queremos produtos exclusivos para pessoas com deficiência, mas sim, produtos que respeitem o desenho universal, para que o consumidor que tenha alguma deficiência possa ativar a acessibilidade quando necessário. A senadora Mara está solicitando uma audiência pública para o final de agosto de 2019 a fim de discutir o assunto com produtores e consumidores. Por isso convidamos todas as pessoas com deficiência visual que tiverem interesse para participar. Basta escrever para a senadora Mara Gabrille e pedir mais informações. Email: maragabrille@maragabrille.com.br. Então nos veremos em Brasília e desenho universal na veia galera!!
#Cegoconsumidor #acessibilidade #DesenhoUniversal #MaraGrabrille #LinhaBranca #LinhaMarrom
#pracegover
Esta paródia é ilustrada por sete trechos de vídeos descritos a seguir. A letra é exibida como legenda. Trecho 1. Uma mulher em uma cozinha segurando um pacote de pipoca, em frente a um aparelho de micro-ondas, mostrando os controles e o funcionamento do mesmo; Trecho 2. Mostra uma máquina de lavar vazia, em cima de um estrado de madeira, meio desmontada, mas ligada na tomada e funcionando. De tanto a máquina chacoalhar, o tambor acaba saindo de dentro dela e continua pulando no chão; Trecho 3. Um homem segurando uma latinha de cerveja, em uma sala com papel picado pelo chão e sofá, e assistindo a um jogo de futebol pela TV. Em determinado momento, o aparelho deixa de funcionar e o homem se levanta e atira um notebook contra a TV, além de chutá-la e derrubá-la no chão. Logo em seguida, põe as mãos na cintura e fica olhando para o aparelho todo quebrado; Trecho 4. Mostra um carro passando de propósito e por diversas vezes sobre um aparelho eletrônico. Em seguida mostra Um homem jogando raivosamente o mesmo aparelho no chão. Por fim, o homem levanta o aparelho pelo fio e bate com ele várias vezes no chão até quebra-lo; Trecho 5. Mostra uma jovem em uma cozinha dançando com uma panela nas mãos. Em seguida ela coloca a panela em cima da pia e vai dançar de costas para uma geladeira, quando ela se apoia na mesma, a porta da geladeira cai sobre ela; Trecho 6. Três rapazes jogam várias vezes um aparelho de DVD no chão. Em seguida passam a chutar o aparelho, depois o jogam contra a parede e o pisoteiam até quebrá-lo; Trecho 7. Uma mulher coloca roupas dentro de uma secadora de roupas e manipula seus controles explicando como utilizá-la. Fim.

FacebookCompartilhar no Facebook

Twitter.Publicar no Twitter.

Postado por: Administrador.
Arquivado na categoria: Ações do MOLLA, Dicas e Toques / Mitos e Lendas, Mídia comentada, Obscegatório Urbano.
Assuntos relacionados: , , , , , , , , , , , , , , , .
Visitado 514 vezes, 3 foram hoje.
0 comentário

Brindar a L B I – Paródia sobre niver de 4 anos da L B I e as ameaças que ela sofre

Publicado em: 1 de julho de 2019 às 0:06.

Da música “Brincar de ser feliz” de Xitãozinho e Xororó.

Contextualização: Galera, no dia 6 de julho de 2019, vamos comemorar 4 anos de existência da Lei 13.146/2015, conhecida como Estatuto da Pessoa com Deficiência, Lei Brasileira da Inclusão ou simplesmente LBI, que foi promulgada dia 6 de julho de 2015 e passou a vigorar em 1º de janeiro de 2016. Uma longa história, que se iniciou no final da Década de 90 e culminou em 2015 com a promulgação da lei. Em especial, nós, pessoas com deficiência visual, tivemos grandes vitórias com a chegada desta lei, considerando principalmente os Artigos 42 e 68, que inauguraram um novo relacionamento entre nós, como consumidores, e o mercado editorial, como fornecedor, , e deste último e os governos, com relação a compra de livros em formatos acessíveis para bibliotecas públicas. Com muitos avanços em diversas áreas transformando em protagonistas pessoas com diferentes deficiências, a Lei Brasileira da Inclusão, se por um lado nos apresentou uma nova esperança de alcance da sociedade inclusiva para os próximos anos, por outro lado contrariou interesses de muita gente que não presta. São instituições de fachada, organizações mafiosas, entidades pseudo representativas e prestadores de serviço para pessoas com deficiência que sempre ganharam muita grana e status social com a fama de “protetores dos coitadinhos”. Claro que essa proteção nunca saiu muito barato para os cofres públicos e para os bolsos de pessoas bem intencionadas da sociedade em geral. Esses mercenários disfarçados de missionários sempre exploraram os subsídios governamentais e as esmolas sociais em nome das PCDs, enquanto seus “atendidos” eram silenciados e segregados em seus currais. Por isso esses pilantras promovem ataques sistemáticos a LBI, inventando regulamentos, propondo leis complementares, substitutivos, entre outros artifícios para que os avanços da lei sejam derrubados e tudo volte a ser como sempre foi. Portanto, para que possamos continuar como protagonistas de nossa própria história, teremos que ser, cada um de nós, uma espécie de super herói para defender a LBI dessa verdadeira legião do mal.
#pracegover
Esta paródia é ilustrada por quatro trechos de desenhos animados com a temática heróis versus vilões, que serão descritos abaixo. A letra é exibida como legenda.
Trecho 1. Os Vingadores encontram os Guardiões da Galáxia. Sendo do lado dos Guardiões: Peter Quill, o líder, Adam Warlock, Quasar, Rocket Racoon (raposa) e Groot (a grande árvore), e do lado dos Vingadores: Homem de Ferro, Hulk, Pantera Negra e mais dois integrantes. Neste trecho Adam Warlock está caído no chão, desacordado e Quasar tenta reanima-lo, através de contato de mente pra mente, tocando na testa dele, através da joia da alma; Trecho 2. Cenas de desenhos da Liga da Justiça (Mulher Maravilha, Super-Homem, Batman e Robin, Aquaman, The Flash, entre outros), combatendo os seus inimigos; Trecho 3. Abertura do desenho Os Defensores da Terra – na qual mostra Fantasma, Mandrake, Flash Gordon, Lothar, e seus respectivos filhos, Jedda Walker, Kshin, Rick Gordon e LJ, além de uma pantera negra e um mascote Zuffy; Trecho 4. Os Super-Heróis da Turma da Mônica, onde a Mônica, vestida de Mulher Maravilha e o Cebolinha, usando uma capa de Super-Homem, prendem os bandidos da estória. Fim.

FacebookCompartilhar no Facebook

Twitter.Publicar no Twitter.

Postado por: Administrador.
Arquivado na categoria: Ações do MOLLA, Ensino Sinal Verde, Leitura Sinal Verde, Mídia comentada, Obscegatório Urbano.
Assuntos relacionados: , , , , , , , , .
Visitado 705 vezes, 3 foram hoje.
0 comentário

Os mais lidos:

  1. Ilusões - Paródia sobre a farsa das 70 ações inclusivas em SP (28962 vezes)
  2. Direitos humanos e pessoas com deficiência: Chorando nossos cadáveres! (24905 vezes)
  3. DENÚNCIA!! Nova Lei de Direitos Autorais ignora direitos das pessoas com deficiência (19609 vezes)
  4. Bradesco amplia acessibilidade e inclusão!! Morra de inveja Itaú!! (16642 vezes)
  5. Eleições 2012: TSE corrige falha nas urnas acessíveis (15648 vezes)
  6. Quem escolhe o livro que voce lê? Parte 1 - Denúncia (14492 vezes)
  7. Casa da Moeda: Lançamento de novas cédulas do Real mais acessíveis (13321 vezes)
  8. Companhia Das Letras, Editora Contexto e Grupo GEN editorial contra um leitor cego (13264 vezes)
  9. MEC: Censo Escolar 2010 aponta dados estarrecedores para alunos com deficiência (12946 vezes)
  10. Blog do livro acessível! Lançamento hoje, dia 21 de setembro (12527 vezes)

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.