Você está no topo da página.

São Paulo, quarta-feira, 18 de julho de 2018 - 13:09.

Blog do Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Você está no conteúdo principal desta página.

Fila eterna dos desempregados – Paródia sobre mercado de trabalho x pessoas com deficiência

Publicado em: 1 de maio de 2018 às 5:33.


Ilustração:  Foto colorida de uma praça, com árvores e jardins distribuídos por toda praça.  Em um determinado ponto, uma fila enorme de pessoas.
Da música “Lanterna dos afogados” dos Paralamas do Sucesso
Contextualização: Neste 1º de maio, dia do trabalho, denunciamos que, mesmo após a Lei de Cotas, a Convenção da ONU e a Lei Brasileira da Inclusão, o mercado de trabalho para pessoas com deficiência continua extremamente complicado, restrito e ainda muitas empresas não cumprem a Lei e deixam de contratar essas pessoas. E temos profissionais muito bem formados e qualificados, prontos para ocuparem qualquer vaga e dispostos a provar que podem desempenhar funções dentro de uma empresa com competência igual, e até superior, a qualquer outra pessoa sem deficiência. É importante esclarecermos aos empresários brasileiros que o ato de tornar suas empresas acessíveis, dentro dos princípios do Desenho Universal, contratando pessoas com deficiência para suas equipes, produz um ambiente de trabalho muito mais humano e o salto na qualidade de vida de todos na empresa, sem exceção, é algo que vai surpreendê-los. Portanto, senhores empresários, vamos acabar com esse preconceito descabido ok? Quanto as pessoas com deficiência, pedimos que não desistam de procurar mantendo suas esperanças de que um dia essa chave ainda vira de fez.

Letra adaptada:

Quando pinta o apuro
salário resolve
mas sem quem contrate
A coisa vai complicar
você ta no nível
dos qualificados
mas te olham torto
já vão te discriminar
vai pra fila eterna
dos desempregados
vai se preparando
a vaga não vai rolar!

A espera é longa
paciência é curta
vai de porta em porta
você só quer trabalhar
nossas leis são fracas
a Exclusão é forte
Pcds tão fora
a Empresa não quer lidar
vai pra fila eterna
dos desempregados
vai se preparando
a vaga não vai rolar!

A espera é longa
paciência é curta
você só quer trabalhar
vai pra fila eterna
dos desempregados
vai se preparando…

Ouça a música original em:

FacebookCompartilhar no Facebook

Twitter.Publicar no Twitter.

Postado por: Administrador.
Arquivado na categoria: Z nula.
Assuntos relacionados: , , , , , , , , , , , , , , , .
Visitado 906 vezes, 5 foram hoje.
0 comentário

Tratado sem pudor – Paródia sobre o lixo do Tratado de Marraqueche frente a Lei Brasileira da Inclusão

Publicado em: 1 de abril de 2018 às 5:06.


Ilustração: Imagem composta por Um retângulo na cor azul. Centralizada a frase na cor branca: “Eu sou | Lei Brasileira da Inclusão da pessoa com deficiência”, na qual a barra vertical que separa o eu sou, é rosa e, a palavra inclusão está escrita em letra maiúscula e também em rosa. Abaixo da frase, e em toda a extensão do retângulo, em tons de cinza claro e mais escuro, vários símbolos da deficiência ou preferenciais: cadeirante, deficiente visual, idoso, criança, pessoa com muleta e gestante.
Paródia da música “Borbulhas de amor” de Fagner
Contextualização: Nunca é tarde para lembrarmos que as pessoas cegas no Brasil foram libertadas com a ratificação da Convenção da ONU pelos Direitos das pessoas com Deficiência e com a posterior promulgação da Lei Brasileira da Inclusão, LBI, no que diz respeito ao acesso aos livros e a leitura. Nos Artigos 30, Inciso III da Convenção e nos Artigos 42 e 68 da LBI foram resolvidos os históricos problemas das pessoas com deficiência visual que podiam adquirir seus livros no mercado editorial e também aquelas que dependiam de bibliotecas públicas. A partir de 1º de janeiro de 2016, as editoras não podem mais se negar a vender livros em formato digital acessível e as bibliotecas públicas devem licitar livros apenas junto a editoras que trabalhem também com esse formato. Ocorre que os velhos donos de cegos no Brasil, as mercenárias instituições especiais, que sempre se locupretaram com a exclusão das pessoas com deficiência visual do mercado editorial, monopolizando essa demanda, estão desesperados por perderem seu gado e tentam de tudo para reverter essa conquista. Impuseram o lixo do Tratado de Marraqueche e querem que a partir dele a LBI seja modificada e o retrocesso se imponha novamente. Graças aos céus esse tratado, apesar de ter sido ratificado pelo Congresso Nacional, não foi ainda promulgado pela presidência da República, o que esperamos jamais aconteça. Porém, estamos atentos e vigilantes para com a Lei Brasileira da Inclusão. Qualquer movimento mafioso que tente adulterá-la vai encontrar a nossa resistência a postos e preparada para denunciar e exorcizar esses picaretas de nosso segmento social.

Letra adaptada:

Temos Convenção
Regulada pela Lei da Inclusão
Grande Convenção
antes dela só quimera
agora é obrigação
editoras não podem negar pra nós
chega de ouvir não
somos livres pra leitura

Trataram em Marraqueche
para o ceguinho no berçário continuar
pra Fundação sem ter pudor arquitetar
fazer o seu reparo, na LBI.
Um trash
pra preservar nos seus currais nossa cultura
cobrando caro do poder essa fatura
sacanear e fazer nula, a LBI

Chora Fundação
Cego trouxa é um bicho em extinção
tenta alfredão
tão escrota criatura.
Agora é obrigação
editoras não podem negar pra nós
chega de ouvir não
somos livres pra leitura

Trataram em Marraqueche
para o ceguinho no berçário continuar
pra Fundação sem ter pudor arquitetar
fazer o seu reparo, na LBI.
Um trash
pra preservar nos seus currais nossa cultura
cobrando caro do poder essa fatura
sacanear e fazer nula, a LBI
uma chance para unirmos, nesse fim
o tratado… por no lixo
defender, para sempre LBI

Trataram em Marraqueche
para o ceguinho no berçário continuar
pra Fundação sem ter pudor arquitetar
fazer o seu reparo, na LBI.
Um trash
pra preservar nos seus currais nossa cultura
cobrando caro do poder essa fatura
sacanear e fazer nula, a LBI
Um trash
para o ceguinho no berçário continuar
pra Fundação sem ter pudor arquitetar
fazer o seu reparo, na LBI.
Um trash
pra preservar nos seus currais nossa cultura
cobrando caro do poder essa fatura
sacanear e fazer nula, a LBI
fazer nula a LBI.

Ouça a música original em:

FacebookCompartilhar no Facebook

Twitter.Publicar no Twitter.

Postado por: Administrador.
Arquivado na categoria: Ações do MOLLA, Ensino Sinal Vermelho, Leitura Sinal Vermelho, Mídia comentada, Obscegatório Urbano, Z nula.
Assuntos relacionados: , , , , , , , , , , .
Visitado 1068 vezes, 6 foram hoje.
0 comentário

Os mais lidos:

  1. Ilusões - Paródia sobre a farsa das 70 ações inclusivas em SP (27198 vezes)
  2. Direitos humanos e pessoas com deficiência: Chorando nossos cadáveres! (23857 vezes)
  3. DENÚNCIA!! Nova Lei de Direitos Autorais ignora direitos das pessoas com deficiência (16909 vezes)
  4. Bradesco amplia acessibilidade e inclusão!! Morra de inveja Itaú!! (16118 vezes)
  5. Eleições 2012: TSE corrige falha nas urnas acessíveis (15226 vezes)
  6. Quem escolhe o livro que voce lê? Parte 1 - Denúncia (13853 vezes)
  7. Companhia Das Letras, Editora Contexto e Grupo GEN editorial contra um leitor cego (12832 vezes)
  8. MEC: Censo Escolar 2010 aponta dados estarrecedores para alunos com deficiência (12534 vezes)
  9. Blog do livro acessível! Lançamento hoje, dia 21 de setembro (12147 vezes)
  10. Casa da Moeda: Lançamento de novas cédulas do Real mais acessíveis (11949 vezes)

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.