Você está no topo da página.

São Paulo, domingo, 23 de julho de 2017 - 21:47.

Blog do Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Você está no conteúdo principal desta página.

Estamos atentos! As calçadas da Rua Amaral Gurgel (SP) serão acessíveis?!

Publicado em: 2 de outubro de 2010 às 14:34.

Segundo a notícia abaixo, publicada no jornal Folha de São Paulo de hoje, caderno Cotidiano, a subprefeitura da Sé, Município de São Paulo, pretende refazer a licitação para a reforma das calçadas apontadas. Assim perguntamos: No primeiro edital constavam requisitos de acessibilidade? E no segundo, vão constar?

O nosso obscegatório Urbano ficará atento à conclusão dessa reforma para sabermos se o dinheiro dos impostos dos paulistanos está realmente sendo utilizado para contemplar a mobilidade de todos os paulistanos. Se não estiver botaremos a boca no trombone e denunciaremos aqui.

Atenção Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida!!! Fiquem atentos por gentileza, a mobilidade urbana no Município de São Paulo é principalmente responsabilidade de vocês!

Fiquem com a matéria…

Reforma de calçadas no centro terá nova licitação
Obra na Amaral Gurgel atrasa e leva prefeitura a refazer a concorrência

Serviço deveria ter sido concluído em julho; empresa responsável é multada e culpa os cabos da Eletropaulo

LUIZ GUSTAVO CRISTINO
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Após constatar problemas na obra das calçadas da av. Amaral Gurgel (centro de São Paulo), a Subprefeitura da Sé iniciou novo processo de licitação. Uma reforma entre o começo da rua e o número 153 ainda não foi finalizada, embora devesse ter sido concluída no final de julho.

“Desde maio está dessa forma”, diz José Alberto Santana, 44. A calçada na saída de sua loja está coberta por brita e tem um encanamento exposto. “É ruim para os comerciantes e para o pessoal que sai da Santa Casa e vem pegar ônibus aqui. As pessoas caem o tempo todo.”

A subprefeitura informou que o contrato com a Sirga Engenharia, responsável pela obra, foi rescindido por falta de qualidade dos serviços e por atraso nos prazos.

Segundo a subprefeitura, o trabalho, iniciado em abril, deveria ter acabado em três meses. A obra do lado par não chegou a ser iniciada.
A Sirga foi multada em R$ 253 mil. A empresa disse não ter concluído a obra devido à interferência dos cabos da Eletropaulo e que está recorrendo da multa.

Ainda segundo a subprefeitura, a nova licitação incluirá o canteiro central. A reforma será realizada em ambos os lados da calçada.
Já a rua Brigadeiro Tobias passou por reforma de revitalização de 150 m de calçada, mas só do lado ímpar. Do lado oposto, a passagem de pedestres continua difícil.

“Está uma vergonha, tudo esburacado. Se fizeram do outro lado, por que não fazem aqui também?”, questiona o morador Walter Dias, 79.
Ele aponta rachaduras na calçada e nos canteiros de árvores que, em período de chuva, ficam cheios de lama.

Segundo a Secretaria do Desenvolvimento Urbano, a obra faz parte do Procentro (Programa de Reabilitação da Área Central da Cidade), e o lado par da rua não é contemplado porque fica fora do perímetro das intervenções.
Segundo a notícia abaixo, publicada no jornal Folha de São Paulo de hoje, caderno Cotidiano, a subprefeitura da Sé, Município de São Paulo, pretende refazer a licitação para a reforma das calçadas apontadas. Assim perguntamos: No primeiro edital constavam requisitos de acessibilidade? E no segundo, vão constar?

O nosso obscegatório Urbano ficará atento à conclusão dessa reforma para sabermos se o dinheiro dos impostos dos paulistanos está realmente sendo utilizado para contemplar a mobilidade de todos os paulistanos. Se não estiver botaremos a boca no trombone e denunciaremos aqui.

Atenção Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida!!! Fiquem atentos por gentileza, a mobilidade urbana no Município de São Paulo é principalmente responsabilidade de vocês!

Fiquem com a matéria…

Reforma de calçadas no centro terá nova licitação
Obra na Amaral Gurgel atrasa e leva prefeitura a refazer a concorrência

Serviço deveria ter sido concluído em julho; empresa responsável é multada e culpa os cabos da Eletropaulo

LUIZ GUSTAVO CRISTINO
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Após constatar problemas na obra das calçadas da av. Amaral Gurgel (centro de São Paulo), a Subprefeitura da Sé iniciou novo processo de licitação. Uma reforma entre o começo da rua e o número 153 ainda não foi finalizada, embora devesse ter sido concluída no final de julho.

“Desde maio está dessa forma”, diz José Alberto Santana, 44. A calçada na saída de sua loja está coberta por brita e tem um encanamento exposto. “É ruim para os comerciantes e para o pessoal que sai da Santa Casa e vem pegar ônibus aqui. As pessoas caem o tempo todo.”

A subprefeitura informou que o contrato com a Sirga Engenharia, responsável pela obra, foi rescindido por falta de qualidade dos serviços e por atraso nos prazos.

Segundo a subprefeitura, o trabalho, iniciado em abril, deveria ter acabado em três meses. A obra do lado par não chegou a ser iniciada.
A Sirga foi multada em R$ 253 mil. A empresa disse não ter concluído a obra devido à interferência dos cabos da Eletropaulo e que está recorrendo da multa.

Ainda segundo a subprefeitura, a nova licitação incluirá o canteiro central. A reforma será realizada em ambos os lados da calçada.
Já a rua Brigadeiro Tobias passou por reforma de revitalização de 150 m de calçada, mas só do lado ímpar. Do lado oposto, a passagem de pedestres continua difícil.

“Está uma vergonha, tudo esburacado. Se fizeram do outro lado, por que não fazem aqui também?”, questiona o morador Walter Dias, 79.
Ele aponta rachaduras na calçada e nos canteiros de árvores que, em período de chuva, ficam cheios de lama.

Segundo a Secretaria do Desenvolvimento Urbano, a obra faz parte do Procentro (Programa de Reabilitação da Área Central da Cidade), e o lado par da rua não é contemplado porque fica fora do perímetro das intervenções.

FacebookCompartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Postado por: Administrador.
Arquivado na categoria: Mídia comentada, Obscegatório Urbano.
Assuntos relacionados: , , , , , , , , .
Visitado 7310 vezes, 5 foram hoje.
2 comentários

2 Comments

  1. Comentário feito por: ROQUE MOLICA em 17 de novembro de 2010 às 17:30.

    Na minha porta Nº 97 ficou um buraco e tem ocasionado
    tombos dos idosos que moram no predio . Esse fato
    demonstra a inoperância de nossos vereadores que só
    se preocupam com seus salarios milionarios e nada fazem pelo povo . Parabens a prefeitura de São Paulo
    e todos os seus acessores. Se a empresa errou foi
    porque foi mal escolhida e nós pagamos a conta dos
    impostos e de nossos ferimentos fisicos e morais !

  2. Comentário feito por: ROQUE MOLICA em 17 de novembro de 2010 às 17:35.

    A Prefeitura escolhe mal e o contribuinte paga a conta
    dos danos fisicos e morais . Enquanto nossos vereadores ganham salarios milionarios os idosos
    do Nº 97 da Amaral Gurgel caem no buraco que foi
    feito PELA PREFEITURA na nossa porta . è vergonhoso
    o estado que esta nossa calçada . PARABENS AO SR.Kassab e a todos os nossos dirigentes !

RSS dos comentários deste post.

Deixe seu comentário:

Dados do comentarista




Os mais lidos:

  1. Ilusões - Paródia sobre a farsa das 70 ações inclusivas em SP (23306 vezes)
  2. Direitos humanos e pessoas com deficiência: Chorando nossos cadáveres! (22473 vezes)
  3. DENÚNCIA!! Nova Lei de Direitos Autorais ignora direitos das pessoas com deficiência (16239 vezes)
  4. Bradesco amplia acessibilidade e inclusão!! Morra de inveja Itaú!! (15376 vezes)
  5. Eleições 2012: TSE corrige falha nas urnas acessíveis (14541 vezes)
  6. Quem escolhe o livro que voce lê? Parte 1 - Denúncia (13197 vezes)
  7. Companhia Das Letras, Editora Contexto e Grupo GEN editorial contra um leitor cego (12225 vezes)
  8. MEC: Censo Escolar 2010 aponta dados estarrecedores para alunos com deficiência (12008 vezes)
  9. Blog do livro acessível! Lançamento hoje, dia 21 de setembro (11580 vezes)
  10. Secretária Linamara e deputada Mara, que vergonha, que papelão! (11227 vezes)

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.