Você está no topo da página.

São Paulo, domingo, 24 de setembro de 2017 - 19:47.

Blog do Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Você está no conteúdo principal desta página.

Cotas para alunos com deficiência nas ETECs e FATECs já!!

Publicado em: 12 de setembro de 2010 às 6:38.

Ilustração: foto de fachada de uma escola onde se lê ensino escola técnica.

Fiquei muito feliz na semana que passou ao ouvir o candidato ao governo do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, quando prestigiava a abertura das Pára Olimpíadas escolares, declarar em entrevista que pretende utilizar a estrutura e a capacidade de formação das ETECs – Escolas Técnicas estaduais de segundo grau – E das FATECs – Faculdades de tecnologia do Estado – para a capacitação profissional de pessoas com deficiência.

Trata-se de uma notícia auspiciosa, uma vez que esses centros de formação são reconhecidamente grandes fomentadores do mercado de trabalho, entregando a este anualmente um número elevadíssimo de pessoas extremamente bem formadas e capacitadas para exercerem função na indústria, no comércio e nos serviços.

Pesquisas do Centro Paula Souza, gestor dessas escolas, apontam que entre 95% e 97% dos alunos dessas escolas já estão empregados e trabalhando após um ano de formados. Uma estatística para lá de animadora.

Pois bem, no que diz respeito às pessoas com deficiência que buscam adentrar o mercado de trabalho, mesmo considerando o auxílio da Lei de Cotas, uma boa parte delas tem sérios problemas em virtude da má formação, fruto de uma história secular de exclusão é claro, sendo obrigadas a buscarem cursos rápidos de capacitação profissional em instituições nem sempre qualificadas e idôneas para oferecer esse serviço.

Muito pelo contrário, a demanda provocada pela Lei de Cotas, acabou fomentando o surgimento de diversas instituições, geralmente ONGs, picaretas e que alardeiam capacidade de qualificação profissional, mas acabam enrolando e enganando os incautos que as procuram com a esperança de se apresentarem melhor ao mercado de trabalho.

Sempre tive a convicção que escolas são para todos e isso começa desde o ensino básico, passando pelo fundamental, médio e superior, incluindo é claro as escolas de tecnologia e profissionalizantes. Se a instituição for pública ainda por cima, trata-se de uma obrigação a questão da inclusão e da promoção da diversidade em seu interior.

As escolas técnicas e faculdades de tecnologia do Estado de São Paulo possuem um grau bastante elevado de acessibilidade, mas mesmo assim, se buscarmos alunos com deficiência em seu interior, verificaremos que os percentuais são pífios, praticamente nulos. Nesse sentido a notícia que gerou a vontade de escrever esse post é para mim tão importante e significativa.

Portanto, parabenizo o candidato Geraldo Alkimin pela grande idéia e sugiro a ele, assim como a outros candidatos também, que caso eleitos, implementem , tanto nas ETECs quanto nas FATECs, uma política de cotas para a promoção do ingresso de alunos com deficiência de maneira mais efetiva, assim como foi feito nas universidades públicas com relação à Cota para Negros e indígenas.

Claro que essa não é uma política de resultados imediatos, no entanto, iniciada, em pouquíssimo tempo teremos pessoas com deficiência com qualificação profissional elevada, capazes de se oferecerem ao mercado em condições de igualdade de disputa com os candidatos sem deficiência a vagas de trabalho muito mais qualificadas do que aquelas que hoje são oferecidas a esse segmento em particular em face da baixa qualificação e conhecimento profissional.

  • Click aqui e conheça o site do Centro Paula Souza
  • FacebookCompartilhar no Facebook.

    Twitter.Publicar no Twitter.

    Postado por: Administrador.
    Arquivado na categoria: Ensino Sinal Verde, Mídia comentada, Obscegatório Urbano.
    Assuntos relacionados: , , , , , , , , , , , .
    Visitado 9736 vezes, 4 foram hoje.
    0 comentário

    RSS dos comentários deste post.

    Deixe seu comentário:

    Dados do comentarista




    Os mais lidos:

    1. Ilusões - Paródia sobre a farsa das 70 ações inclusivas em SP (23716 vezes)
    2. Direitos humanos e pessoas com deficiência: Chorando nossos cadáveres! (22646 vezes)
    3. DENÚNCIA!! Nova Lei de Direitos Autorais ignora direitos das pessoas com deficiência (16353 vezes)
    4. Bradesco amplia acessibilidade e inclusão!! Morra de inveja Itaú!! (15496 vezes)
    5. Eleições 2012: TSE corrige falha nas urnas acessíveis (14613 vezes)
    6. Quem escolhe o livro que voce lê? Parte 1 - Denúncia (13307 vezes)
    7. Companhia Das Letras, Editora Contexto e Grupo GEN editorial contra um leitor cego (12321 vezes)
    8. MEC: Censo Escolar 2010 aponta dados estarrecedores para alunos com deficiência (12100 vezes)
    9. Blog do livro acessível! Lançamento hoje, dia 21 de setembro (11651 vezes)
    10. Secretária Linamara e deputada Mara, que vergonha, que papelão! (11309 vezes)

    Voltar ao topo da página.

    Copyright © 2008 Livro Acessível.
    Todos os direitos reservados.