Você está no topo da página.

São Paulo, terça-feira, 17 de setembro de 2019 - 03:54.

Blog do Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Você está no conteúdo principal desta página.

Carta Aberta: Cegos de SP – Ainda sem resposta – 2a edição

Publicado em: 26 de março de 2012 às 16:26.

Ilustração: Foto de uma sepultura com uma interrogação na lápide.

Ilustração: Foto de uma sepultura com uma interrogação na lápide.

Silêncio sepulcral! Este é o som das respostas da SEDPCD, Secretaria de Estado dos Direitos das Pessoas com Deficiência de São Paulo e da SMPED, Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida de São Paulo para nossa Carta Aberta, veiculada há dias nos meios eletrônicos e redes sociais.

O mesmo silêncio encontramos por parte do CEAPD, Conselho Estadual de Assuntos das Pessoas com Deficiência de São Paulo e por parte do CMPD, Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência de São Paulo.

O silêncio dos gestores públicos é até normal, pois os mesmos se consideram sempre corretos em suas políticas, mesmo equivocadas. No entanto, o silêncio dos conselhos que deveriam exercer o controle social desses governos é algo estranho. O que estaria por trás disso? Deixamos nossa dúvida no ar.

De qualquer maneira nossa Carta Aberta continuará circulando em busca de políticas públicas que enxerguem a todos por meio da implementação do Desenho Universal em todos os programas, projetos e ações implementadas pelo Poder Público Estadual e Municipal.

E por falar na Carta Aberta, que segue abaixo, destacamos da Lei 10.098 de 19 de dezembro de 2000 o seguinte trecho:

“Art. 9º Os semáforos para pedestre instalados nas vias públicas deverão estar equipados com mecanismo que emita sinal sonoro suave, intermitente e sem estridência, ou com mecanismo alternativo, que sirva de guia ou orientação para a travessia de pessoas portadoras de deficiência visual, se a intensidade do fluxo de veículos e a periculosidade da via assim determinarem”.

Essa Lei foi publicada em dezembro do ano 2000 e regulamentada pelo Decreto 5.296 em 2004. Portanto, o município de São Paulo está fora da lei há 8 anos no que diz respeito a ausência total de semáforos sonoros nas ruas e avenidas da cidade. E perguntamos, onde estão os engenheiros da CET, Companhia de engenharia de Tráfego? Dormindo?! Desconhecem a Lei?! Onde está a atuação da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida nessa questão?!

Nesse sentido, nós do grupo cidade para todos pedimos novamente a gentileza de nossos parceiros das redes sociais para que repercutam esse documento que luta por cidadania e direitos humanos. Nossa luta está apenas começando.

Click aqui para ver a Carta Aberta original

FacebookCompartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Postado por: Administrador.
Arquivado na categoria: Ações do MOLLA, Ensino Sinal Vermelho, Leitura Sinal Vermelho, Obscegatório Urbano.
Assuntos relacionados: , , , .
Visitado 5107 vezes, 1 foram hoje.
0 comentário

RSS dos comentários deste post.

Deixe seu comentário:

Dados do comentarista




Os mais lidos:

  1. Ilusões - Paródia sobre a farsa das 70 ações inclusivas em SP (28933 vezes)
  2. Direitos humanos e pessoas com deficiência: Chorando nossos cadáveres! (24889 vezes)
  3. DENÚNCIA!! Nova Lei de Direitos Autorais ignora direitos das pessoas com deficiência (19590 vezes)
  4. Bradesco amplia acessibilidade e inclusão!! Morra de inveja Itaú!! (16638 vezes)
  5. Eleições 2012: TSE corrige falha nas urnas acessíveis (15641 vezes)
  6. Quem escolhe o livro que voce lê? Parte 1 - Denúncia (14485 vezes)
  7. Casa da Moeda: Lançamento de novas cédulas do Real mais acessíveis (13294 vezes)
  8. Companhia Das Letras, Editora Contexto e Grupo GEN editorial contra um leitor cego (13256 vezes)
  9. MEC: Censo Escolar 2010 aponta dados estarrecedores para alunos com deficiência (12939 vezes)
  10. Blog do livro acessível! Lançamento hoje, dia 21 de setembro (12521 vezes)

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.