Você está no topo da página.

São Paulo, sábado, 16 de dezembro de 2017 - 19:32.

Blog do Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Você está no conteúdo principal desta página.

As cariocas imaginodescritas!! A internauta da mangueira parte 1/3

Publicado em: 22 de novembro de 2010 às 18:26.

Ilustração: Foto de Cintia Rosa e Eduardo Moscovis, protagonistas da novela

Caros amigos, voltando às nossas imaginações televisivas, por absoluta falta de acessibilidade, vamos hoje apresentar, ou melhor, imaginodescrever, O 5º episódio da mini série As cariocas, da Rede Globo de televisão, que foi ao ar na terça-feira passada, dia 16 de novembro.

Informo aos meus milhões de fãs que vou caprichar mais na descrição dos figurinos, o pessoal tem reclamado que não estou imaginodescrevendo muito bem as roupas dos personagens. Desculpem ai ok? Vou procurar ser mais imaginodetalhista desta vez.

Simbora lá então…

Parte 1:

Click aqui para ver o vídeo imaginado
O episódio começa com o narrador, Daniel Filho, descrevendo as maravilhas do bairro da mangueira, no Rio de janeiro, local onde habitam mais de 13 mil pessoas, berço do samba, camarote do Maracanã, reduto de Cartola e pista de aterrissagem da heroína da noite, a internauta da Mangueira!!

Entra a trilha sonora.

Cena: Som de passos na rua; som de muitas pessoas caminhando; som de carro acelerando; som de carro brecando; Voz masculina diz: Gleici!; Voz feminina diz: Leléco!; Leléco diz que ela está uma gata, só que agora tem dono; Gleici diz que quem tem dono é cachorro; os dois conversam sobre os velhos tempos; Leléco diz que ela sempre foi chegada em uma doideira; Gleici diz que é uma mulher séria, que sempre foi séria, diz que foi bom revê-lo; o narrador conta a estória de Gleici, diz que ela é casada com Armando, que metade dos cariocas tem inveja do carinha por isso e que a outra metade quer colocar o nome dele na boca do sapo; o narrador diz ainda que Armando proibira a mulher de trabalhar fora, por isso ela faz bicos de digitação em casa mesmo. Diz ainda que Armando havia herdado um negócio do pai e que duas coisas o deixavam taradão, a Gleici e o mengão; voz masculina pergunta: Rezando para o penta?; Outra voz masculina responde: Não é penta, é hexa! Enumera os anos dos campeonatos e propõe uma aposta; gritos de mengo, mengo, mengo; o narrador comenta que fora esse defeito, ser flamenguista roxo, o Armando é um marido de propaganda de margarina.

Cena imaginodescrita: Nesta cena o tal do leléco chega com sua Brasília 79 bege, dá uma cantada de pneu e encosta na calçada perto de onde está passando Gleici. A Gleici veste uma micro saia amarelinha, uma mini blusa cor-de-rosa e uma sandália alta preta. Claro que eu estou imaginando a gostosa da Gleici com o menor número de roupa possível Né? Bobo eu?! O Leléco veste um bermudão vermelho, uma camiseta regata tipo “mamãe quero ser gay” branca e um boné daqueles do tipo mano na cor azul. Os dois conversam no calçadão a beira da praia. Ah, esqueci do detalhe, assim como a Luma de Oliveira, a Gleici também usa coleira no pescoço com a letra A, por isso o leléco pergunta se ela tem dono. Ela diz que quem tem dono é cachorro, mas aquela coleira entrega viu dona Gleici! Parece que a moda da dona Luma pegou entre as mulheres, que coisa!! E onde estão os soutiens queimados? Onde está a revolução feminina?! Se bem que não adiantou nada a Luma usar coleira, porque o tal do Batista lá, deu um pé na bunda dela legal. Quem mandou pegar na mangueira do bombeiro?! Mangueira?! Ué, mangueira é o título da novela de hoje, será que a gleici e a Luma tem alguma coisa em comum?? As duas gostam de mangueira de bombeiro?! Pelo jeito o episódio vai pegar fogo!! Bom, mas nessa cena o tal do Leléco fica cheio de nove hora pro lado da Gleici que dá de ombros e nem se incomoda com o assédio do garoto. Dá um sorrisinho e vai embora. Quando o narrador começa a falar dos atributos da menina, fico imaginando o tamanho da comissão de frente, da cuíca, do tamborim e das maracás!!! AAAAAAAAhhhhhhhhhh!!! Deixa eu ir molhar os pulsos com água fria e já volto pra continuar imaginodescrevendo ok?

Cena: Armando e Gleici conversam; som de pratos, copos, talheres; os dois falam a respeito de fiscais e suborno por causa de multa; Armando diz que jamais vai subornar um fiscal por uma questão de princípios; Gleici pergunta quanto será a multa; exclama caraça! Ao saber do valor e resmunga; Armando diz vem cá; o narrador diz que Armando costuma comer primeiro o arroz, depois a batata, depois os quindins de ia ia; som de grilos; som de passos; som de alguém teclando computador; som de porta rangendo e abrindo; Armando pergunta: Trabalhando a essa hora minha preta?; Gleci diz: Só mais meia hora; Armando resmunga, diz que não; eles negociam mais cinco minutos; Gleici diz: Me espera acordado ta?; Som de beijo; som de rua; passos; alguém grita mengão!

Cena imaginodescrita: O cenário é a casa de Armando e Gleici. Mesa posta, eles jantam, por isso o barulho de pratos e talheres. Comem frango, batata cozida, arroz branco, salada de alface, uma garrafa de tubaína está sobre a mesa e dois copos pela metade do refrigerante. A toalha é aquela xadrez, tipo de pic nic de pobre, dá pra ver uma manchinha de molho por ali deve ter sido o porcalhão do Armando que deixou pingar. Armando já tomou seu banho e está de pijama, a cor é sem dúvida vermelho e preto, horrível, mas se ele é flamengo roxo, só pode usar algo assim. Eu sou santista e o meu travesseiro é uma baleiazinha tá? Saaaaaaantoooooooooossssss!!! O calção do pijama do Armando é vermelho de listras pretas e a camiseta é preta de listras vermelhas. Quando ele está na cama dormindo parece mais um despacho, uma macumba na esquina do que alguém de pijama. Já a Gleici, A Gleici!! Veste uma mini camisolinha transparente e mais nada!!! Armando come seu jantar enquanto fala de multas, fiscais e corrupção, mas não tira os olhos das maracas de Gleici. Depois que ela se estressa um pouco ele avança pra cima da menina e pede pra ela pegar na geladeira os quindins de ia ia, como disse o narrador. Anoitece e ouvimos passos arrastados, é Gleici que vai para outro cômodo da casa usar o seu computador. Ela tecla e o marido acorda e a chama para a cama de novo. Nesse momento ela está usando máscara de berinjela e tem os cabelos enrolados em bobs. Vejam que eu preciso imaginar isso para não passar mal aqui ok? O armando aparece na porta, agora usando, além do pijamão listrado, também uma touca do flamengo. Depois da negociação ela volta pra cama e dá um beijo no marido, nisso acaba lambuzando a cara dele de creme de berinjela. Éééééécaaaaaaa!!! No quarto, apesar da penumbra, dá pra perceber dois criados mudos por causa dos pequenos abajures que estão acesos. Do lado do Armando um rádio relógio do flamengo marcando 3 horas da manhã, um celular do mengão e uma caixa de Viagra. Viagra?! Caramba Armandão, com um mulherão desses ao lado e você precisando de incentivo artificial?! Já não se fazem mais homens como no meu tempo!!

Cena: Som de água de torneira; Gleici diz: Você não imagina quem eu encontrei ontem; outra voz feminina diz: Pelo jeito deve ter sido o Bréd Pit; som de gente lavando roupa; Gleici diz que encontrou o Leléco; Gleici chama a outra pessoa de Glaucia; as duas falam sobre as vantagens masculinas de leléco e armando; gleici diz que ama Armando e que não tem pra ninguém; diz que ainda vai ver a irmã de quatro amando alguém; a irmã diz que ta fora dessa; a irmã reclama que a Gleici fica falando essas coisas e ela ali sozinha e sem ninguém; o narrador diz: Para de ser falsa Glaucia!: Som de gente conversando; alguém diz bom dia; Armando cumprimenta alguém e diz se ele não vai falar; voz de homem diz: É difícil falar com você; armando questiona, como assim difícil falar comigo Edmilson; Edmilson pergunta se Armando o considera um amigo; Armando diz que até aquele momento sim; Edmilson diz que tem algo a falar sobre a mulher de Armando; Armando nervoso interpela Edmilson: Como assim? O que tem a Gleici? Ela está bem? Edmilson diz que ela está traindo Armando; som de alguém dando bordoada em outro alguém; som de coisas quebrando; intervalo.
Cena imaginodescrita: Oba, Gleici e a irmã dela, igualmente gostosona, estão lavando roupa!! Como o calor no Rio é infernal, imagino que elas devam estar super à vontade. Gleici de tomara que caia verdinho, mini shorts azul piscina, um chinelinho de dedo tipo havaianas. A irmã com uma camisetinha baby look rosa, um shorts igualmente curto, como o da Gleci e um tamanquinho de madeira. Elas estão no tanque lavando as roupas e conversam. A Gleici traz um balaio cheio de roupa suja, inclusive um monte de cuecas freadas do Armando com o símbolo do mengão. Ah que amor! Amor é isso, ter a capacidade de lavar a cueca freada do outro!! Viram só mulherada, sigam o exemplo da Gleici! Porque tem mulher por ai que fala que não lava a cueca suja do marido de jeito nenhum. Que ingratidão!! A gente faz de um tudo por essa mulherada e o agradecimento é este?! Temos que lavar a cueca no chuveiro?!! Vou lançar um movimento nacional que vai se chamar: “Mulher que ama e que é amada lava cueca freada!!”. E a cena continua com as duas conversando e falando do marido de Gleici e do ex namorado dela, o Leléco. O cenário muda, vemos agora o armando chegando para trabalhar, cumprimentando todos, vestindo o uniforme do Flamengo, calção, camiseta, chuteiras e meião. Quando conversa com seu amigo, o Edmilson, e este lhe sugere a traição de Gleici, ele fica muito macho e pega uma bola e chuta violentamente pra cima, ela bate no teto do salão e volta bem na cara do Edmilson, derrubando o coitado no chão. Intervalo.

Nossa, o que fará o Armando se constatar a traição de gleici!! Confira na parte 2…

FacebookCompartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Postado por: Administrador.
Arquivado na categoria: Imaginodescrivinhando.
Assuntos relacionados: , , , , , , .
Visitado 5538 vezes, 3 foram hoje.
0 comentário

RSS dos comentários deste post.

Deixe seu comentário:

Dados do comentarista




Os mais lidos:

  1. Ilusões - Paródia sobre a farsa das 70 ações inclusivas em SP (25234 vezes)
  2. Direitos humanos e pessoas com deficiência: Chorando nossos cadáveres! (22942 vezes)
  3. DENÚNCIA!! Nova Lei de Direitos Autorais ignora direitos das pessoas com deficiência (16549 vezes)
  4. Bradesco amplia acessibilidade e inclusão!! Morra de inveja Itaú!! (15668 vezes)
  5. Eleições 2012: TSE corrige falha nas urnas acessíveis (14777 vezes)
  6. Quem escolhe o livro que voce lê? Parte 1 - Denúncia (13425 vezes)
  7. Companhia Das Letras, Editora Contexto e Grupo GEN editorial contra um leitor cego (12464 vezes)
  8. MEC: Censo Escolar 2010 aponta dados estarrecedores para alunos com deficiência (12227 vezes)
  9. Blog do livro acessível! Lançamento hoje, dia 21 de setembro (11763 vezes)
  10. Secretária Linamara e deputada Mara, que vergonha, que papelão! (11448 vezes)

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.