Você está no topo da página.

São Paulo, segunda-feira, 26 de junho de 2017 - 05:50.

Blog do Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Você está no conteúdo principal desta página.

As cariocas imaginodescritas!! A iludida de Copacabana parte 1/3

Publicado em: 14 de dezembro de 2010 às 16:03.


Ilustração: Foto de Alessandra negrini e Tiago Lacerda, protagonistas da novela
Olá pessoal, olha nós de volta com a saga da audiodescrição na televisão brasileira. Já estamos no 8º episódio da mini série “As cariocas” e até o momento nada de audiodescrição. Pelo jeito não vai ter mesmo. Suponho que o pessoal da Rede Globo deve estar satisfeito com a minha ajuda e por isso não estejam vendo necessidade de implantar esse recurso de acessibilidade nessa mini série. Isso me deixa muito lisonjeado, afinal, eu me esforço ao máximo para passar todos os detalhes, contextos, situações, cenários, figurinos, tudo que é apresentado na telinha de maneira silenciosa e que sem uma narração a parte não seria captado e compreendido por uma pessoa com deficiência visual, por exemplo.

Contudo, como eu sou uma pessoa com a imaginação extremamente fértil e precisa, todos podem perceber que os meus colegas com deficiência visual não estão perdendo nada da novela, estão por dentro de tudo que se passa, absolutamente integrados e incluídos nas historinhas, graças ao meu trabalho árduo aqui e que até o momento não teve o devido reconhecimento por parte da produção da novela. Se é que vocês estão entendendo o que eu quero dizer com “$$reconhecimento$$” Né? Dona Globo!! Não vai pingar um dim dim aqui pro meu lado?! Eu to ralando aqui tá? Estamos no Natal e as coisas estão pela hora da morte, panetone, castanha, peru!! Lá no mercadinho da dona Joana eu nem posso passar mais em frente, pois a caderneta já não tem mais folhas em branco pra anotar os pendura!! Ajuda ai dona Globo!!

Bom, mas pedidos de “reconhecimento” à parte eu sou um profissional e não vou deixar o meu público na mão. Mesmo sem receber a dias, ou melhor, mesmo sem nunca ter recebido um tostão dos muquinhas da Globo, vambora pro que tem que ser feito e que éimaginodescrever as cariocas!! Hoje vamos assistir o drama de Marta, a iludida de Copacabana!

Cena 1 imaginodescrita: Puxa vida vocês viram que o Daniel filho abriu a novela descrevendo a Marta andando empurrando o carrinho de bebê? Parece que eles estão aprendendo a arte da audiodescrição!! Pelo menos nessa parte pudemos saber que a Marta vinha caminhando pela rua e empurrando um carrinho de criança! Começou bem. Bom, mas como parou ai, o resto tem que ficar com o papai aqui, mesmo sem salário vamos lá. Vamos imaginar a dona Marta. Ela caminha pela rua com seu bebê. Deve ser uma mulher bem séria, recatada, religiosa. Assim deve estar usando um vestidão bem fechado, na altura dos tornozelos, mangas compridas, gola alta. A cor deve ser meio cinza. Calça sapatos fechados, pretos, meias escuras. Nossa! Parece a Madre Teresa chegando ao Rio de janeiro direto de Calcutá! Bom, eu disse que ela é uma mulher séria Né? Já o Silvinho, bom, com esse nome deve ser um carinha meio florzinha sabe? Ah! Parem com isso! Onde já se viu um carinha se chamar Silvinho?! Se fosse macho mesmo se chamaria Silvão! Tonhão! Carlão! Betão! Mas enfim, cada um sabe onde entrega seus biscoitos, ou suas rosquinhas!!

Agora vamos imaginar a Suelem!! Ah Suelem deve ser um avião!! Funqueira de plantão deve ser do tipo cachorra, popozuda, tudibão!! “Uh, uh, uhuhuh, as preparada!, uh, uh, uhuhuh só as cachorra! Uh, uh, uhuhuh as popozuda!!!” agachando e levantando aquilo tudo, nossa! Deu um suorão danado aqui. Ela deve usar aqueles micro shortinhos do tipo que ta querendo martelar o martelão!! Desse jeito vamos ter que passar cerol na mão e vai ser difícil continuar essa imaginação!! Mas tudo bem, pelos meus leitores e leitoras eu vou continuar, mesmo sem forças!! Agora não entendi porque o narrador diz que a gostosona cachorrona e popozuda da Suelem tira a atenção do Silvinho, ah certamente ele deve estar enganado, o Silvinho pelo jeito não deve ser chegado nas popozudas!! Com aquele nome?! Deve ser chegado é em um ursinho de pelúcia.

Cena 2 imaginodescrita: Caraca pessoal, eu não consigo tirar a Suelem da minha cabeça!! Não consigo parar de cantarolar aquela meiga canção: “Vou passar ceról na mão… assim, assim… vou aparar pela rabiola… vou sim, vou sim… vou trazer você pra mim… assim, assim… então martela, martela, martela o martelão!!” Ah! Aquele shortinho!! Deve ter pedido emprestado o figurino da Michele, a desinibida do Grajaú, aquele mesmo amarelinho que deu o maior rebú na outra novela. Mas tudo bem, vou fazer um esforço sobre-humano pra continuar a imaginar a novelinha sem ver a Suelem rebolando na minha frente e mostrando o popozão!!

Nesta cena ouvimos um som de gente nadando, alguém contando e motivando outras pessoas como se fosse uma aula. Bom se era aula e tinha som de água, deveria ser uma aula de hidroginástica. Mas se a Marta é recatada, ela jamais estaria de maiô ou biquíni dentro de uma piscina, não combina com a seriedade dela. Por isso vamos imaginar então que ela estivesse na piscina, mas com um maiô bem comportado. Aqueles de perninha e bracinho, com babados nas mangas e barras. Isso ai, agora sim está condizente com a verdadeira Marta.

Agora vocês notaram a frescura do Silvinho?! Eu disse no começo que achei meio estranho esse nome e que ele deveria ser um florzinha, pois não é que o rapaz fica negando fogo pra mulher mesmo?! Florzinha! Florzinha! E ainda diz que é a mulher que não gosta de sexo, a ta! Cabra macho de verdade cai pra cima e passa o rodo meu velho!! Bom, mas também com aquele cenário, a Marta vestindo um camisolão até os pés, todo fechado com botões, o Silvinho de cuequinha cor de rosa, quem vai esperar que role alguma coisa, só selinho mesmo!
Já que a Marta não encontra aconchego no marido, ela fica toda nervosa e acaba descontando na gostosa da Suelem, que não quer saber de outra coisa a não ser dançar funk… “Uh, uh, uhuhuh, as preparada!, uh, uh, uhuhuh só as cachorra! Uh, uh, uhuhu as popozuda!!!” Sei lá viu, vai ver que essa raiva toda ainda vai virar amor!! Vai saber? Mulher carente, abandonada pelo marido, casada com um florzinha e com um avião daqueles em casa?! Pra mudar de time é vapt vupt!

Continua na parte 2/3

FacebookCompartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Postado por: Administrador.
Arquivado na categoria: Imaginodescrivinhando.
Assuntos relacionados: , , , , , , .
Visitado 7345 vezes, 1 foram hoje.
0 comentário

RSS dos comentários deste post.

Deixe seu comentário:

Dados do comentarista




Os mais lidos:

  1. Ilusões - Paródia sobre a farsa das 70 ações inclusivas em SP (23127 vezes)
  2. Direitos humanos e pessoas com deficiência: Chorando nossos cadáveres! (22395 vezes)
  3. DENÚNCIA!! Nova Lei de Direitos Autorais ignora direitos das pessoas com deficiência (16191 vezes)
  4. Bradesco amplia acessibilidade e inclusão!! Morra de inveja Itaú!! (15325 vezes)
  5. Eleições 2012: TSE corrige falha nas urnas acessíveis (14505 vezes)
  6. Quem escolhe o livro que voce lê? Parte 1 - Denúncia (13153 vezes)
  7. Companhia Das Letras, Editora Contexto e Grupo GEN editorial contra um leitor cego (12191 vezes)
  8. MEC: Censo Escolar 2010 aponta dados estarrecedores para alunos com deficiência (11962 vezes)
  9. Blog do livro acessível! Lançamento hoje, dia 21 de setembro (11546 vezes)
  10. Secretária Linamara e deputada Mara, que vergonha, que papelão! (11184 vezes)

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.