Você está no topo da página.

São Paulo, segunda-feira, 26 de junho de 2017 - 05:45.

Blog do Livro Acessível Universal - Página inicial [1].

Você está no conteúdo principal desta página.

As cariocas imaginodescritas!! A adúltera da Urca parte 2/3

Publicado em: 29 de novembro de 2010 às 0:47.

Ilustração: Foto de Sonia Braga e Antonio Fagundes, protagonistas da novela
Cena: Julia e Malu continuam conversando em ambiente aberto; as duas falam sobre uma maneira de fazer o observador anônimo se identificar; Malu suspeita que ele seja tímido e ensina Julia como provocar o sujeito; Julia diz que não quer provocar e sim afastar o infame; o narrador diz que Julia, ao sugar o canudinho tem uma idéia; Julia suspeita que o desconhecido pode estar seguindo a Malu e não ela; Malu fala contente que ele pode ser um daqueles que gostam de fazer com duas mulheres; Julia diz que só irão ficar sabendo se tirarem a prova; sugere que as duas saiam separadas do lugar onde estão para ver quem o sujeito vai seguir; som de carros; som de passos; som de gente caminhando; Julia combina que aquela que for seguida deve ligar para a outra; Malu tem certeza que não será seguida; som de passos; som de carros; som de gente caminhando; o narrador fala que Julia aflita folheia um livro para relaxar, de uma tal sirigaita chamada Capitu; diz que ela gosta do livro; som de passos; som de alguém trombando com Julia; Julia grita taxi, taxi, taxi; voz feminina diz: “Mas o que é isso?!”; Julia pede desculpas; pede desculpas novamente; Julia, com voz desesperada pergunta se está livre; som de carro arrancando.

Cena imaginodescrita: Pelo jeito as duas porpetas fominhas se acabaram de comer na lanchonete enquanto combinavam um jeito de identificar o admirador secreto. A Porcina fica toda acesa quando imagina que o cara deve ser praticante de “ménage a trois”. Viram só? Eu disse que era a viúva Porcina mesmo, ela é danada!! Tinha dois amantes homens e agora quer inverter a coisa e ter duas mulheres e um homem!! Eu sou fogo mesmo, não erro uma! Mas vambora, as duas combinam a saída e cada uma vai para um lado diferente. Acho que a câmera seguiu a Julia porque o narrador fala que ela entra em uma livraria e disfarça lendo um livro, mas se não fosse isso não daria nem pra imaginar, afinal, só dá pra ouvir passos, passos, carros, carros, gente falando, buzinas tocando, um reboliço!! Depois surge aquele som de gente trombando e a voz de Julia pedindo desculpas e gritando por um taxi. Certamente ela estava tão atarantada com o fato de alguém poder estar lhe seguindo que não viu o vendedor de cachorro quente parado no meio da praça com o carrinho e cabruuuummmmm, foi salsicha pra todo lado, maionese, pão, mostarda, uma meleca sem fim. Ela morta de vergonha sai correndo e chama o primeiro taxi que viu pela frente para fugir do local. Ah, a mulher que pergunta “o que é isso?” deve ter sido uma freguesa do dogueiro que foi atropelada pela Julia e ficou toda melecada de molho de tomate e rodelas de cebola. Essa eu não gostei viu dona Julia, podia ter ao menos parado pra ajudar o dogueiro e a freguesa a se recomporem, fora o prejú que deu pro carinha que estava apenas tentando ganhar seu pão, ou vender seu pão!!

Cena: Som de porta abrindo; som de molho de chaves; Julia com voz cansada fala que trouxe um presentinho para o marido; ela diz que é um livro que ela viu e não resistiu; Cacá pergunta se ela está tentando agradá-lo ou pedir desculpas por alguma coisa; Julia diz que ele é quem vai ter que pedir desculpas se não abrir o presentinho; som de embrulho de papel sendo rasgado; Cacá diz que o livro é sobre direito marítimo e ele é advogado trabalhista; Julia se questiona: “Nossa, mas onde eu estava com a cabeça”; Cacá resmunga: “Não é apenas com a sua cabeça que eu estou preocupado”; o narrador diz que Cacá gostaria de ter o manual de instruções de Julia; diz que ele nem desconfiava que o terreiro dela estaria cheio de urubus e até carcarás; diz que Julia passou a esconder o jogo da Malu; som de rua; Malu e Julia conversam caminhando; Malu diz que Julia está com cara de safada; Julia contesta e diz que é uma mulher fiel; Malu diz que então é cara de mulher fiel pensando em safadeza; muda de ambiente e Cacá fala com alguém; ele diz que a pessoa precisa ser mais discreta e não ligar para a casa dele a qualquer hora; diz que eles precisam marcar um encontro; Julia diz “Oi”; Cacá surpreso diz “Oi amor, que bom que você chegou”; Julia pergunta se está tudo bem; Cacá diz que está tudo ótimo; o narrador diz que Julia desconfia que tem periquito comendo alpiste fora da gaiola; Intervalo.

Cena imaginodescrita: Depois de entregar o livro de presente para o marido Julia este fala que é advogado trabalhista, mas que mentira seu Pedro! Eu e todos sabemos que você é caminhoneiro!! Não precisa ficar com vergonha, é uma profissão super importante para o desenvolvimento do país, fique esperto porque eu você não engana ta?! Em seguida Julia conversa novamente com a Porcina que fala que Julia está com cara de safada, mas que cara de pau dessa viúva NE? Ela que é a maior biscate e ainda tem coragem de acusar a coitada da Julia, que ficou presa um tempão, pagando por um crime que não cometeu, ah se liga Porcina, deixa a Julia em paz ok? Você é que tem uma baita cara de sem vergonha, pensa que já nos esquecemos de você lá toda vaporosa fazendo o dominado do sinhozinho Malta de cachorrinho?! Ah, não adianta disfarçar não, nós sabemos que você é uma pervertida!! Nisso o Cacá conversa ao telefone com alguém de maneira suspeita, quando Julia chega a casa e quase dá um flagrante. Ela fica com uma cara de pouquíssimos amigos, imaginem só isso, uma cara toda enrugada e ainda brava, ela deve ter ficado parecida com o Charles Bronson sem bigode!! Credo!!

Continuamos a imaginar na parte 3/3 final, não percam!!

FacebookCompartilhar no Facebook.

Twitter.Publicar no Twitter.

Postado por: Administrador.
Arquivado na categoria: Imaginodescrivinhando.
Assuntos relacionados: , , , , , .
Visitado 4446 vezes, 4 foram hoje.
0 comentário

RSS dos comentários deste post.

Deixe seu comentário:

Dados do comentarista




Os mais lidos:

  1. Ilusões - Paródia sobre a farsa das 70 ações inclusivas em SP (23127 vezes)
  2. Direitos humanos e pessoas com deficiência: Chorando nossos cadáveres! (22395 vezes)
  3. DENÚNCIA!! Nova Lei de Direitos Autorais ignora direitos das pessoas com deficiência (16191 vezes)
  4. Bradesco amplia acessibilidade e inclusão!! Morra de inveja Itaú!! (15325 vezes)
  5. Eleições 2012: TSE corrige falha nas urnas acessíveis (14505 vezes)
  6. Quem escolhe o livro que voce lê? Parte 1 - Denúncia (13153 vezes)
  7. Companhia Das Letras, Editora Contexto e Grupo GEN editorial contra um leitor cego (12191 vezes)
  8. MEC: Censo Escolar 2010 aponta dados estarrecedores para alunos com deficiência (11962 vezes)
  9. Blog do livro acessível! Lançamento hoje, dia 21 de setembro (11546 vezes)
  10. Secretária Linamara e deputada Mara, que vergonha, que papelão! (11184 vezes)

Voltar ao topo da página.

Copyright © 2008 Livro Acessível.
Todos os direitos reservados.